Quem matou a Mata Atlântica?

Mata Atlântica Hoje, 27 de maio, comemora-se o dia de um dos biomas mais importantes do país, que já ocupou uma área duas vezes maior do que a França e, hoje, quase não existe. Será que temos motivos para comemorar?

 Quando os portugueses chegaram no Brasil, a Mata Atlântica ocupava 15% do território: media 13 milhões de km2 e se estendia por toda a costa atlântica, em larguras diferentes. Na região Sudeste, avançava pelo interior do país, próximo às atuais fronteiras da Argentina e Paraguai.

Com tanta abundância de floresta, os portugueses logo começaram a explorá-la. Foi aí que se desenvolveu o primeiro ciclo econômico da colônia: a exploração do pau-brasil, que dava origem a uma espécie de tinta vermelha. Foi por causa dessa atividade tão importante que o país recebeu seu nome.

Hoje, a situação da Mata Atlântica mudou muito. Ela está pequenininha, tem menos de 8% da sua cobertura inicial. De acordo com dados do INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais –, nos últimos 20 anos, sumiram do mapa quase 16 mil km2 da mata, o que corresponde a um terço do estado do Rio de Janeiro!
Apenas de 2005 a 2008, o desflorestamento foi de aproximadamente 1,03 mil km2, nos dez estados avaliados: uma área equivalente a dois terços da cidade de São Paulo.

mata_atlantica_mapaQUEM DESTRUIU MAIS

O bioma está distribuído em pequenos pedacinhos, sendo os estados que mais detêm áreas nativas (originais) os campeões do desmatamento. Minas Gerais lidera a lista dos piores: sua cobertura original era de quase metade do seu território, hoje, resta menos de um décimo. Santa Catarina, que era completamente coberta pela Mata Atlântica, conserva apenas 23% e a Bahia, 33%.

De acordo com a Fundação SOS Mata Atlântica, as maiores causas de desflorestamento, de 2000 a 2005, nesses estados, eram a especulação imobiliária (compra de terra para construção de imóveis para venda e locação), nas regiões de serra, e a agropecuária, nas áreas planas. Agora, a maior causa de desmatamento da Mata no país é a expansão das cidades.

Os municípios mais agressores são Jequitinhonha (MG), Itaiópolis (SC), Bom Jesus da Lapa, Cândido Sales e Vitória da Conquista (BA). Para saber qual é a situação de onde você mora, clique aqui.

A IMPORTÂNCIA DE PRESERVAR

A boa notícia é que o desmatamento caiu, de 2000 a 2005, 69%. A média anual desse período em comparação aos últimos resultados, que mostram o que aconteceu de 2005 a 2008, é bastante parecido: a área desmatada passou de 349 km2 por ano para 341 km2. Mas muita gente está tomando providências para que a mata não apenas pare de diminuir, mas volte a crescer.

Uma delas é o Pacto pela Restauração da Mata Atlântica, criado por representantes da sociedade com apoio de governos estaduais e federal. O objetivo é aumentar a Mata em 15 milhões de hectares até 2050.

A floresta presta serviços vitais à qualidade de vida de todas as pessoas. Um bom exemplo disso é que são elas que protegem as nascentes dos rios e, assim, garantem o fluxo de água. Segundo Márcia Hirota, diretora de Gestão do Conhecimento da SOS Mata Atlântica, “Se a nascente secar, não teremos água para beber. A água é um bem finito e muito importante porque também regula o clima, protege o solo, é fonte de alimentos, de matérias primas para remédios…”.

As cidades precisam dos recursos das florestas para funcionar e as grandes cidades estão localizadas dentro da área de Mata Atlântica, por isso a importância de preservar. Além disso, as áreas verdes transformam o dia-a-dia cinza e duro de concreto numa paisagem mais colorida e com uma sensação bem gostosa de bem-estar, não é mesmo?

Fonte: Planeta Sustentável

Anúncios

Sobre Liliane Castro

"O que eu faço, é uma gota no meio de um oceano. Mas sem ela, o oceano será menor." (Madre Teresa de Calcutá) Ficarei uns dias sem postar, devido a preparação e defesa de TCC na Universidade...
Esse post foi publicado em Artigos, Biodiversidade Brasileira, Responsabilidade Ambiental e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s